Prémio Nacional BIG

O período para receção de inscrições está encerrado.

A BIG - Bienal de Ilustração de Guimarães é uma iniciativa da Câmara Municipal de Guimarães, com o objetivo de dignificar o papel dos ilustradores no desenvolvimento cultural, no campo da edição, livros, revistas, jornais, cartazes, suportes clássicos de comunicação de massas e no domínio das novas tecnologias, aliado à referencia de Guimarães, como território de reconhecido interesse nacional e internacional, no movimento de fomento de massa critica e na criação na área da ilustração.

Neste sentido promove o Prémio Nacional 2017 – Bienal de Ilustração de Guimarães, que se rege pelo seguinte regulamento:

Regulamento

BIG National Award

The period for receiving applications is closed.

The BIG – Guimarães Illustration Biennial is an initiative of the Guimarães City Hall, aiming to dignify the role of illustrators in the cultural development in the fields of publishing, books, magazines, newspapers, posters, classical supports of mass communication media and in the domain of new technologies, together with the reference of Guimarães, as a territory of renowned national and international interest, in the movement of fueling critical mass and creation in the field of illustration.

Hence the promotion of the 2017 National Award – Guimarães Illustration Biennial, which is governed by the following regulation.


Vencedores

Winners

João Fazenda

Grande Prémio BIG 2017
\ João Fazenda


João Fazenda (1979, Lisboa) estudou Artes Gráficas na António Arroio e licenciou-se em Pintura pela Faculdade de Belas-Artes de Lisboa. O seu trabalho divide-se entre a ilustração, a animação, a banda-desenhada, a pintura e o desenho. Trabalha regularmente como ilustrador para publicações como a Visão, Público, The New York Times, The New Yorker, entre outros.

Dos vários prémios que o seu trabalho recebeu destacam-se o Prémio Nacional de Ilustração 2015, o World Illustration Award, atribuído pelo Association of illustrators (UK) e pelo Directory of Illustration(USA) na categoria de ilustração para livros, o Grande Prémio Stuart-El Corte Inglês de Desenho de Imprensa 2007 e o Prémio António Gaio- Melhor filme de animação Português no Festival Cinanima para o filme “Sem Querer” em 2011.

Foi ainda várias vezes distinguido pela Society of News Design, 3X3 Proshow, Communication Arts e American Illustration.


 
\ João Fazenda


João Fazenda is a Portuguese illustrator, whose practice splits between illustration, drawing, animation, comics and occasionally painting.

He studied graphic design and graduated in Fine Arts from the Lisbon Faculty of Arts, before going on to dedicate himself full time to creating images for a variety of stories and media.

In his work he aims to explore the endless relationship between drawing and narrative in its many ways. He lives and works between London and Lisbon.

Carolina Celas

Prémio BIG Revelação 2017
\ Carolina Celas


Carolina Celas é ilustradora e vive em Lisboa. Iniciou o seu percurso com uma licenciatura em Design na Universidade de Aveiro, seguida de uma pós-graduação em Ilustração Criativa em Barcelona.

Começou a sua carreira profissional na Publicidade, passou pela editora Media Vaca e desenvolveu trabalho freelance para diferentes meios.

Em 2015 finalizou o mestrado em Visual Communication no Royal College of Art em Londres com o projecto "Private Landscapes". Private Landscapes foi distinguido em 2016 ao ser seleccionado para a exposição de ilustradores da Feira do Livro Infantil de Bologna, e com medalha de ouro na categoria de estudante pela revista 3×3. No seu trabalho interessa-lhe explorar o lado surreal e ficcional através do detalhe e humor.


 
\ Carolina Celas


Carolina Celas is a Lisbon based illustrator. She graduated in Design followed by a post-grad in Illustration in Barcelona.

She begun her career working in advertising, passing through Media Vaca editions and developing work as a freelance to different mediums.

She finished an MA in Visual Communication at Royal College of Art / London with Private Landscapes Project in 2015. Private Landscapes was distinguish in 2016 being selected to the illustrators exhibition at Bologna Illustration Children's Book Fair, also recognised with gold medal at student 's category by 3x3 Magazine NY. Her work lies between fiction and reality, exploring attention to detail, humour and the surreal.

Júri

Membros do Júri Prémio Nacional BIG

Jury

Member for the Big Nacional Award Jury
João Paulo Cotrim

fotografia: Francisco Levita


João Paulo Cotrim
Lisboa, 1965

João Paulo Cotrim (Lisboa, 1965) criou e dirige a abysmo, pequena editora onde os livros são projectos, e que inclui nomes como António Cabrita, Sérgio Godinho, Inês Fonseca Santos, Valério Romão, Luís Carmelo ou Rita Taborda Duarte.

Escreveu novelas gráficas (Salazar – Agora, na Hora da Sua Morte, com Miguel Rocha), ficção (O Branco das Sombras Chinesas, com António Cabrita (abysmo, 2012); Tango, com ilustrações de Murai Toyonobu e fotografias de Rafael Navarro (Afrontamento, 2005), aforismos (A Minha Gata (Companhia das Ilhas, 2012) e poesia (Má Raça, para as ilustrações de Alex Gozblau (abysmo, 2012)).

Isto além de histórias para as mais disparatadas infâncias, por exemplo, Uma Cidade Em Forma de Assim, com Rui Rasquinho (APCC, 2016); Querer Muito, com André da Loba (APCC, 2011); A História Secreta de Pedro e o Lobo, com João Fazenda (Assírio & Alvim, 2007); A Árvore que dava olhos, com Maria Keil, (Calendário, 2007); Viagem no Branco, com Miguel Rocha, (Afrontamento, 2004).

Fez ainda guiões para filmes de animação (Querer Muito, Algo importante, ambos com João Fazenda; Fado do homem crescido, com Pedro Brito; Um degrau pode ser um mundo, com Daniel Lima).

Na área da ensaística publicou, entre outros, «Cid» (Assírio & Alvim, 2010); Stuart – A Rua e o Riso (Assírio & Alvim, 2006); El Alma de Almada El Ímpar – Obra Gráfica 1926-1931 (Bedeteca de Lisboa, 2004), ou A Narrativa do Século – Dois ou três apontamentos sobre a picaresca viagem da banda desenhada pelo século XX incluída em «A Arte no Século XX» (Afrontamento/Fundação Serralves, 2002).

Dirigiu desde a sua abertura, em 1996 até 2002, a Bedeteca de Lisboa, tendo em consequência organizado um sem número de edições, iniciativas e exposições, bem como participado em colóquios, simpósios e conferências. Foi director do Salão Lisboa de Ilustração e Banda Desenhada (quatro edições), tendo sido responsável pela sua programação e pelos catálogos Geral e da mostra Ilustração Portuguesa.

Foi coordenador dos sites de promoção de leitura da Fundação Calouste Gulbenkian, Casa da Leitura e Cata Livros.

Anima, com André Carrilho, Cristina Sampaio e João Fazenda, o projecto de cartoon ilustrado Spam Cartoon.

Comissaria, com José Teófilo Duarte, a Festa da Ilustração, em Setúbal.


João Paulo Cotrim
Lisbon, 1965

João Paulo Cotrim (Lisbon, 1965) created and manages abysmo, a small publising house where books are like projects, which includes names such as António Cabrita, Sérgio Godinho, Inês Fonseca Santos, Valério Romão, Luís Carmelo and Rita Taborda Duarte.

He wrote graphic novels (Salazar – Agora, na Hora da Sua Morte, with Miguel Rocha), fiction (O Branco das Sombras Chinesas, with António Cabrita (abysmo, 2012); Tango, with ilustrations by Murai Toyonobu and fotography by Rafael Navarro (Afrontamento, 2005), aphorisms (A Minha Gata (Companhia das Ilhas, 2012) and poetry (Má Raça, for the illustrations by Alex Gozblau (abysmo, 2012)).

This is in addition to stories for the most nonsensical childhoods, for example, Uma Cidade Em Forma de Assim, with Rui Rasquinho (APCC, 2016); Querer Muito, with André da Loba (APCC, 2011); A História Secreta de Pedro e o Lobo, with João Fazenda (Assírio & Alvim, 2007); A Árvore que dava olhos, with Maria Keil, (Calendário, 2007); Viagem no Branco, with Miguel Rocha, (Afrontamento, 2004).

He also wrote scripts for animated films (Querer Muito, Algo importante, both with João Fazenda; Fado do homem crescido, with Pedro Brito; Um degrau pode ser um mundo, with Daniel Lima).

In the field of essay writing he published, among others, «Cid» (Assírio & Alvim, 2010); Stuart – A Rua e o Riso (Assírio & Alvim, 2006); El Alma de Almada El Ímpar – Obra Gráfica 1926-1931 (Bedeteca de Lisboa, 2004), or A Narrativa do Século – Two or three notes on the picaresque journey of comic strip through the 20th century, included in «A Arte no Século XX» (Afrontamento/Fundação Serralves, 2002).

As director of Bedeteca de Lisboa since its opening in 1996 until 2002, he organized a countless number of editions, initiatives and exhibitions as well as having participated in symposia, seminars and conferences. He was director of the Lisbon Exhibition of Illustration and Comic Strip (four editions), having been responsible for its programming, the Geral catalogs and the Portuguese Illustration exhibition.

He was a coordinator of the reading promotion e-sites of the Calouste Gulbenkian Foundation, Casa da Leitura and Cata Livros.

Animator, with André Carrilho, Cristina Sampaio and João Fazenda, of Spam Cartoon, an illustrated cartoon project.

João acts as commissioner for the Illustration Festival of Setúbal, with José Teófilo Duarte.

Jorge Silva

fotografia: André Santos


Jorge Silva

Jorge Silva é um homem dos jornais e com eles ganhou, entre 2000 e 2004, 40 prémios da americana SND, Society for News Design, pelo seu trabalho como designer e diretor de arte n'O Independente e no Público. A ilustração editorial, paixão de uma vida inteira, que aprendeu no trotsquista Combate ao longo dos anos 80 e 90, tem-lhe trazido muitas alegrias, prémios, curadorias, e um blog, o Almanaque Silva, onde escreve histórias bizarras sobre a ilustração portuguesa. Inventou em 2003 uma sardinha que se tornou ao longo dos anos a genuína imagem de Lisboa, cidade onde nasceu há 59 anos. Com o ateliê silvadesigners, que fundou em 2001, tem contribuído para a criação e desenvolvimento de marcas culturais da riquíssima vida cultural lisboeta. Acredita que "uma palavra vale mil imagens" e aplica no trabalho a exuberância emocional da sua alma portuguesa e a inteligência editorial que aprendeu na imprensa. Coleciona compulsivamente ilustração, em todos os suportes possíveis, de livros a carteiras de fósforo, e tornou-se freguês assíduo das leiloeiras, onde arrebata por pequenas fortunas grandes tesouros da história da ilustração portuguesa. É membro da AGI, Alliance Graphique Internationale, desde 2012.


Jorge Silva

Jorge Silva is a newspaper man and has won 40 awards from the American SND, Society for News Design between 2000 and 2004 for his work as a designer and art director at O Independente and Público. Editorial illustration, a lifelong passion he learned at the Trotskyist Combate journal over the 1980s and 1990s, has brought him many joyful moments, awards, curatorships, and a blog, Almanaque Silva, where he writes bizarre stories about Portuguese illustration. In 2003 he invented a sardine that has become, over the years, the real image of Lisbon, where he was born 59 years ago. With the silvadesigners studio, which he founded in 2001, he has contributed to the creation and development of cultural brands of Lisbon's abundant cultural life. He believes that "a word is worth a thousand images" and applies at work the emotional exuberance of his Portuguese soul and the editorial intelligence he has learned in the press. He compulsorily collects all types of illustrations from books to match wallets, and has become a frequent customer at the auction houses, where he seizes, by spending small fortunes, great treasures from the history of Portuguese illustration. He is a member of AGI, AllianceGraphiqueInternationale, since 2012.

Margarida Noronha

Margarida Noronha

É, desde 2008, diretora editorial da Kalandraka Portugal e colabora atualmente, como especialista convidada, na Pós-graduação da ESAD de Matosinhos em “Ilustração e Animação Digital” e na da Universidade Católica de Lisboa em “Livro Infantil”.

Foi assistente editorial nas Edições Afrontamento e também integrou o Departamento de Livros da FNAC, quando da sua implementação em Portugal, na secção de importação de Arte e Literatura. É ainda tradutora e revisora, tendo colaborado com diversas revistas e editoras. Estudou Línguas e Literaturas Modernas na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.


Margarida Noronha

Since 2008 she has been the Editorial Director of Kalandraka Portugal and currently collaborates as a guest specialist in the postgraduate program at ESAD of Matosinhos in "Illustration and Digital Animation" and at the Catholic University of Lisbon in "Children's Book".

She was editorial assistant at Afrontamento Editions and also integrated the FNAC Books Department, when it was implemented in Portugal, in the Import section of Art and Literature. She is also a translator and editor, having collaborated with several magazines and publishers. Margarida studied Modern Languages and Literatures at the Faculty of Arts of the University of Coimbra.


Big

  • BIG – Bienal de Ilustração de Guimarães
  • Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG)
  • Plataforma das Artes e da Criatividade (PAC)
  • Av. Conde Margaride, nº 175
  • 4810-525 Guimarães

Contactos . Contacts

  • Telm.: +351 962 834 852
  • Email: geral@big.guimaraes.pt

Siga-nos . Follow us

 
 
 


2017 . BIG . Bienal de Ilustração de Guimarães . Todos os direitos reservados.
2017 . webdesign by publiSITIO®